Pessoa escrevendo em formulário I-140

Formulário I-140: Saiba tudo sobre a Petição de Imigrante para Trabalhador Estrangeiro

O processo de imigração para os Estados Unidos pode ser complexo e desafiador, ainda mais quando você deseja, além de morar, trabalhar legalmente no país. Neste sentido, uma série de requisitos devem ser seguidos, entre eles ser aprovado no formulário I-140. Mas o que isso significa?

Primeiramente, vale explicar que o I-140 é o formulário de petição usado para solicitar que um trabalhador imigrante se torne residente permanente dos Estados Unidos. Ou seja, é a partir da aprovação deste documento que o serviço de imigração autoriza o imigrante a trabalhar legalmente nos EUA.

Então, se você é um trabalhador estrangeiro e deseja imigrar para o país, é bem provável que precisará preencher o formulário I-140. E se você deseja aproveitar as oportunidades que os Estados Unidos têm a oferecer para a sua carreira e para uma melhor qualidade de vida, pare um momento para ler este artigo.

Saiba se você é elegível ao GREEN CARD.
Faça o American Green Test!

A seguir, vamos abordar tudo o que você precisa saber sobre as petições I-140, incluindo o que são, quem é elegível e como proceder em caso de aprovação ou negação.

O que é o Formulário I-140?

O formulário I-140 também é conhecido como Petição de Imigrante para Trabalhador Estrangeiro. Este é um documento de imigração usado nos Estados Unidos para solicitar que um trabalhador imigrante se torne residente permanente nos EUA.

Para se ter uma ideia, ele faz parte do sistema de imigração baseado no emprego. Esse sistema permite que os empregadores dos EUA contratem trabalhadores qualificados de outros países para preencher vagas específicas no país.

No entanto, para isso, o empregador deve preencher o formulário I-140 em nome do trabalhador estrangeiro para demonstrar que o profissional atende às qualificações profissionais. Além disso, essa é a prova de que existe, de fato, uma oferta de emprego.

Vale lembrar que o preenchimento do formulário I-140 é uma etapa necessária e antecede uma solicitação de ajuste do status ou o registro de residência permanente (Green Card), por exemplo.

Essa petição tem o objetivo de estabelecer uma relação de trabalho genuínaentre o empregador e o trabalhador estrangeiro.

Quem é elegível?

Antes de mais nada, o formulário I-140 é dividido em várias categorias, que são baseadas no tipo de imigração. Além disso, os documentos de apoio necessários para o I-140 variam de acordo com a categoria.

Outro ponto importante é que existem vários tipos de imigração baseada no emprego, cada um com requisitos próprios. O visto EB-1, por exemplo, é para pessoas com habilidades excepcionais em ciências, arte, educação, negócios ou esporte.

O EB-2 também é um dos vistos disponíveis para imigrar de forma legalizada para os EUA. Aliás, é um dos mais recomendados para quem deseja morar e trabalhar legalmente no país. Este tipo de visto tem algumas subcategorias, entre elas o EB-2 NIW, que é um dos mais seguros e sugeridos para a obtenção do Green Card.

Quem se qualifica para o formulário I-140?

Para se qualificar para uma petição I-140, é necessário preencher alguns requisitos, como:

  • Ter uma oferta de emprego de um empregador dos EUA;
  • O empregador deve demonstrar capacidade de pagar os salários do trabalhador estrangeiro;
  • O empregador deve concordar em patrocinar sua residência permanente;
  • O profissional deve atender a todos os requisitos de educação, treinamento ou experiência relacionados ao trabalho.

É bom ressaltar que esses requisitos podem mudar de acordo com a categoria de imigração, por isso é importante se informar sobre cada etapa do pleito imigratório. Para isso, é importante considerar o acompanhamento de uma assessoria de imigração experiente, como a Premium Global Mobility Partner. Entre em contato e saiba como podemos ajudar você a tirar esse sonho do papel.

Conheça os documentos de apoio para o I-140

Os documentos de apoio necessários para a petição I-140 podem ser diferentes dependendo da categoria de imigração. Porém, geralmente, o empregador precisa comprovar as qualificações e a capacidade de pagamento do trabalhador estrangeiro. Veja a seguir alguns documentos que podem servir de apoio:

1- Registros educacionais e de emprego: Diplomas, certificados e cartas de verificação de emprego são exemplos de documentos que servem de evidência neste caso. Isso porque o empregador deve fornecer evidências de que o trabalhador estrangeiro tem a educação, o treinamento e a experiência necessários para o trabalho proposto.

2- Demonstrações financeiras: Declarações fiscais e outros documentos financeiros são exemplos de documentos para comprovar a capacidade de a empresa pagar os salários do trabalhador estrangeiro.

3- Carta de oferta de emprego: O empregador deve fornecer ao trabalhador estrangeiro uma carta de oferta de emprego com o cargo, seus deveres, o salário e outros termos e condições de emprego.

4- Certificação trabalhista: O empregador deve apresentar uma certificação trabalhista a fim de comprovar ao serviço de imigração que não há trabalhadores americanos qualificados disponíveis para preencher o cargo em questão.

Dependendo da categoria de imigração baseada no emprego, o serviço de imigração pode exigir documentos adicionais para apoiar o formulário I-140. Uma boa revisão das diretrizes e requisitos do Serviços de Cidadania e Imigração dos Estados Unidos (USCIS) pode garantir que todos os documentos necessários sejam incluídos na petição I-140. Neste sentido, a expertise da Premium Global Mobility Partner pode fazer toda a diferença para que o processo de aprovação da petição aconteça da melhor maneira possível.

Formulário I-140: Aprovação e negação

Após o preenchimento e envio do formulário I-140, o que resta é aguardar a decisão do serviço de imigração. Vamos entender a seguir os próximos passos:

I-140 aprovado: O que isso significa?

A aprovação da petição do I-140 pelo USCIS significa que o candidato atende aos requisitos da categoria específica de imigrante com base no emprego. Em outras palavras, ter o I-140 aprovado significa que a petição do empregador em nome do trabalhador estrangeiro foi aceita e que o candidato é elegível para o Green Card.

No entanto, é importante deixar claro que essa aprovação ainda não significa que o candidato tem status de residente permanente nos Estados Unidos. Porém, é um passo significativo para obtê-lo.

Recebi o aviso de aprovação do I-140, e agora?

Quando o USCIS confirma a aprovação de uma petição I-140, a agência envia o aviso de aprovação, que é um documento oficial. Ou seja, este aviso confirma que o USCIS avaliou o I-140, determinou sua validade e o aprovou.

A título de informação, constam no aviso de aprovação dados como o nome do beneficiário (o trabalhador estrangeiro), as informações do empregador e a data de prioridade.

O USCIS notifica tanto o peticionário quanto o beneficiário quando aprova uma petição I-140. Depois, a situação do beneficiário e os objetivos de imigração determinam as etapas seguintes de cada caso.

Homem segurando bandeira dos EUA
Ser aprovado no formulário I-140 é um passo importante para o Green Card (Crédito: Freepik)

O que fazer no caso de ter a petição negada?

Convenhamos que receber uma negativa não é nada agradável, mas não se preocupe. Se sua petição I-140 for negada, você ainda tem várias opções, dependendo das circunstâncias específicas do seu caso. Veja algumas delas:

– Apelar da decisão: Você poderá apelar da decisão se o USCIS cometeu um erro ao interpretar a lei ou os fatos do seu caso. Neste caso, será preciso enviar o formulário I-290B dentro de um período de 30 dias após receber a notificação de negação.

– Apresentar uma moção de reabertura: Essa é uma boa opção quando há novas evidências ou informações disponíveis que possam afetar o resultado do seu caso. Neste caso, é preciso apresentar a nova evidência e explicar por que ela não estava disponível no momento da sua petição original.

– Apresentar uma moção para reconsiderar: Se você acha que o USCIS tomou uma decisão incorreta com base nas evidências disponíveis no momento de sua petição original, é possível apresentar uma moção de reconsideração. Neste acaso, é preciso explicar por que acredita que a decisão foi errada, além de fornecer qualquer evidência adicional para apoiar sua reivindicação.

– Rearquivar a petição: Outra opção é reapresentar a petição I-140 com informações adicionais ou corrigidas, dependendo do motivo da negação.

A negação de uma petição I-140 pode afetar a capacidade de prosseguir com outros quesitos do caso de imigração, como um pedido I-485, por exemplo. O apoio de uma assessoria imigratória nesses casos é fundamental, então, conte com o time da Premium Global Mobility Partner para auxiliar na documentação e na melhor estratégia para o seu caso.

Conclusão:

Como você pode perceber, o processo de preenchimento e apresentação do formulário I-140 pode ser complexo e exigente. E toda atenção é fundamental para garantir um processo imigratório sem problemas e, caso houver, que sejam resolvidos da melhor maneira possível.

Independentemente do visto a ser aplicado, é fundamental conhecer as leis imigratórias americanas, saber o funcionamento do USCIS e entender o passo a passo de um pleito imigratório. Por isso, conte com a ajuda de profissionais especializados para ajudar você no processo de imigração.

A Premium Global Mobility é uma empresa especializada em imigração e conta com uma equipe de profissionais preparada para auxiliar neste processo. Deixe a burocracia com quem entende e aproveite para se preparar para a maior mudança da sua vida.

Saiba se você é elegível ao GREEN CARD.
Faça o American Green Test!

Artigos relacionados

Rolar para cima

Navegue

Siga-nos

Ao continuar navegando, você concorda com a nossa Política de Privacidade.

Abrir bate-papo
Precisa de Ajuda?
Como podemos ajudar você?